Receba nossas atualizações:

08.07 2019
Como ligar a cobrar do exterior para o Brasil?

Tem muita informação que a gente não acha relevante até precisar dela. Isso já aconteceu alguma vez  com você?
Comigo acaba de acontecer. Eu moro na Espanha, mas ainda tenho uma conta bancária no Brasil. Acontece que meu cartão foi clonado: Um problemão se você está no seu país, imagina fora dele! 🙁
Tive que ligar a cobrar da Espanha para o banco no Brasil, mas como fazer isso?

DDI internacional a cobrar

Como ligar a cobrar do exterior ao Brasil?

A maioria das instituições financeiras e operadoras de cartão de crédito disponibiliza um número de telefone para receber de seus clientes chamadas a cobrar quando estão no exterior, mas não explicam como se faz essa tal chamada; só disponibilizam o número no formato DDD + código da cidade + número do telefone. Mas, além dessas instituições você pode precisar ligar a cobrar pra algum parente ou amigo também. Afinal ninguém está imune a passar um perrengue no exterior e só ter essa opção pra falar com alguém no Brasil.

A Embratel oferece o Brasil Direto, que funciona através de um número diferente para cada país de onde você estiver ligando. Essa chamada pode ser feita desde qualquer telefone fixo, público ou até do seu celular se estiver com um chip do país ou estiver habilitado para uso no exterior (sujeito à cobrança, dependendo do seu plano).

Ao ligar para o número correspondente ao país que você estiver, você poderá escolher uma das duas modalidades de ligações:

Ligar automaticamente

Após escolher essa opção, tecle o código DDD da cidade brasileira e o número do telefone para o qual quer ligar.

Ligar via operador

Após escolher essa opção, você será atendido por um operador da Embratel que, além de atender em português, oferece até três serviços diferentes:

  1. Ligação a cobrar;;
  2. Ligação para pessoa específica;
  3. Ligação com cobrança em um terceiro número no Brasil.

Eu usei a opção de ligação automática e consegui ligar para o meu banco como se estivesse no Brasil, com direito a ouvir aquela musiquinha irritante por muitos minutos até o operador me atender (affff), mas com a tranquilidade de saber que eles estavam pagando a conta desse DDI.

Salve os números da Embratel em diferentes países:

África do Sul: 0800 99 0055

Alemanha: 0800 080 0055

Argentina: 0800 999 5500 / 0800 555 5500

Austrália: 1800 881 550

Áustria: 0800 200 255

Bélgica: 0800 100 55

Bolívia: 8001 000 55

Canadá: 1800 463 6656

Chile: 8003 602 20 / 8008 002 72 (só de telefones fixos)

China: 8004 9001 2500 (só de telefones fixos)

Chipre: 800 93 291

Cingapura: 8000 55 0550

Colômbia: 0180 0955 0010 (só de telefones fixos)

Coreia do Sul: 0072 2055 (só de telefones fixos)

Dinamarca: 808 855 25

Eslováquia: 0800 00 5500

Espanha: 9009 900 55

Estados Unidos: 1800 344 1055 / 1800 283 1055 / 1800 809 22 92, 1800 745 5521 (o último, só de telefones fixos)

Formosa (Taiwan): 8015 500 55 (só de telefones fixos)

Leia também: Fazer seguro viagem vale a pena?

França: 0800 990 055

Grécia: 8001 612 205 4194 (só de telefones fixos)

Guiana Francesa: 0800 99 0055

Holanda: 0800 022 0655 (só de telefones fixos ou públicos)

Hungria: 0680 005 511

Israel: 1809 494 550

Itália: 8001 722 1100

Japão: 0053 9551; 0066 350 55 (o último, só de telefones fixos)

Luxemburgo: 0800 200 55 (só de telefones fixos ou públicos)

México: 0180 0123 0221 (só de telefones fixos)

Noruega: 800 195 50 (só de telefones fixos)

Panamá: 0080 001 75 (só de telefones fixos)

Paraguai: 0085 5800 (só de telefones fixos ou públicos)

Peru: 0800 501 90 (só de telefones fixos)

Polônia: 0080 0491 1488

Portugal: 8008 00 550

Como ligar a cobrar do exterior para o Brasil?

Londres: Telefones públicos fotogênicos

Reino Unido: 0800 890 055

República Dominicana: 1800 751 8500 (só a partir das redes Codetel/Claro República Dominicana)

Rússia: 8108 002 097 1049

Suécia: 207 99 055 (só de telefones fixos)

Suíça: 0800 555 251

Uruguai: 000 455

Venezuela: 0800 100 1550


Viu?? Não vai ser a falta de contato com algum telefone fixo no Brasil que vai acabar com a sua viagem \o/.

PS: Use com moderação! Não vá ligar a cobrar pro mozão só pra dizer que tá com saudade, ok? Hahahah

Beijos e boa viagem! 🙂

10.04 2019
Game of Thrones: Cenários que você pode visitar

Sevilha tem um centro histórico incrível, uma arquitetura sensacional, muita arte, gente bonita e um bom clima, isso não é novidade para nenhum turista que já visitou ou pretende visitar a cidade. A fotogenia da cidade não encanta só aos turistas, como também aos produtores da série Game of Thrones, que já rodaram a série em vários lugares da província. O que muitos desses turistas ignoram é que o entorno da capital andaluza alberga muitas cidadezinhas e vilarejos incríveis. É o caso do Conjunto Arqueológico de Itálica, em Santiponce, a somente 7km do centro de Sevilha e, candidata a Patrimônio da Humanidade.

Itálica foi a primeira cidade que o Império Romano fundou fora do território italiano, por volta do ano 206 a.C. Não era uma cidade qualquer dentro do Império Romano, além de ser uma cidade rica e sofisticada, foi onde nasceram os imperadores Trajano, Adriano e Teodosio. Sim, esses imperadores eram sevilhanos!

Conhecer a casa de antigos imperadores gera muita curiosidade. Além disso, entre outros atrativos dessa conservada cidade romana estão os mosaicos, termas, esculturas, ruínas e o anfiteatro, onde foram filmadas cenas da super famosa série Game of Thrones.

Poço Dragão – Game of Thrones 7×07

Game of Thrones

Recentemente, o anfiteatro de Itálica se converteu no Poço Dragão, no capítulo final da 7ª temporada da série Game of Thrones. Essa foi a cena que houve mais protagonistas juntos até então. Na série, o Poço Dragão está localizado na cidade fictícia de Desembarque do Rei.

SPOILER: A oitava temporada, que começa no próximo fim de semana, teve filmagens em Itálica também.

Graças a isso, esse conjunto arqueológico teve uma enorme difusão midiática, o que aumentou de forma considerável o número de visitas à Itálica.

Game of Thrones em Itálica

Game of Thrones em Itálica

O anfiteatro de Itálica foi construído na época do imperador Adriano e tinha capacidade para 25 mil pessoas, sendo o quarto em capacidade do Império. Nele, como em outros anfiteatros romanos, os principais eventos acolhidos eram os enfrentamentos entre gladiadores e lutas de animais.

Anfiteatro

A cidade

O mais legal de visitar Itálica é que você vê que era uma cidade de verdade! Não são ruínas aleatórias colocadas uma do lado da outra. Para conhecer toda essa cidade são necessárias pelo menos 2 horas.

Ruas da antiga cidade romana

Passear pelas ruas dessa antiga cidade romana é como uma viagem ao passado. Dá pra notar como eram as distribuições dos comércios, cômodos das casas, e até as divisões dos “bairros”.

A melhor parte de passear pela antiga cidade é viajar imaginando como era a vida alí.  Existem ruínas de várias casas, como a Casa da Exedra, a Casa de Netuno, a Casa dos Pássaros e a Casa do Planetário. Estas casas tinham como característica um pátio interior (antecipando a tendência dos pátios andaluzes). O mais interessante pra mim, foi ver os vários mosaicos que adornavam o chão dessas casas; é impressionante o estado de conservação deles.

Leia também: Onde se hospedar em Sevilha

Passeando pela cidade também é possível apreciar as Termas Maiores. O final de toda essa água era o esgoto; a engenharia já estava presente alí!

Termas maiores

Itálica segue em processo de escavação e investigação, então muita coisa interessante ainda pode ser descoberta. Além disso, alguns eventos teatrais são realizados no anfiteatro hoje em dia.


Para os turistas que visitam Sevilha e querem sair do óbvio, essa é uma ótima opção de turismo perto da cidade. Sem contar que por enquanto é menos concorrido do que os outros pontos turísticos da capital andaluza. Mas não se confunda: Ser menos concorrido não significa ser menos interessante, acho que você já notou o valor histórico de Itálica, né?

Informações úteis

Como chegar saindo de Sevilha:

  • Ônibus: Linhas M-170A e M-170B (Sevilla – Santiponce) partindo da estação Plaza de Armas.
  • Carro: Pegar a N-630 na direção Mérida.

Horários:

Janeiro a março / 16 de setembro a dezembro.

Terça a Sábado, das 9h às 18h.

Domingos e feriados, das 9h às 15h.

De abril a 15 de junho

Terça a sábado, das 9h às 20h.

Domingos e feriados, das 9h às 15h.

16 de junho a 15 de setembro

Terça a domingo, das 9h às 15h.

Segundas-feiras, aberto somente quando é feriado.

Ingressos:

  • Cidadãos da União Européia, grátis.
  • Outros países, € 1,50.

Mais informações na página oficial.

Beijos e boa viagem 🙂

Isabelle

Mais conhecida como Belle, carioca, 28 anos, casada e formada em Administração de Empresas. Apaixonada por conhecer novas culturas e pessoas, gastronomia e blogs. Meu sonho é conhecer cada cantinho do mundo e o meu lema é: Viagem é o único bem que compramos que nos torna mais ricos.

Glaucia

Conhecida como Gal, engenheira e cidadã do mundo. Desde criança já amava mapas e sonhava conhecer o mundo. Apaixonada por pessoas e diferentes culturas, topa qualquer tipo de destino. Muito curiosa e inquieta, daquele tipo de pessoa que se atrai pelo que é novo e diferente, está sempre planejando a próxima viagem!

        

Facebook

Instagram

Booking.com

Cotação

1
4.12

Feriados
no Brasil

< VoltarAgosto 2019Próximo >
DSTQQSS
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31