Receba nossas atualizações:

11.08 2016
Viajar sozinho é legal?

travel_alone (23)Real Alcázar – Sevilha/Espanha

Viajar sozinha era uma experiência que eu sempre quis viver. Acho que é algo que deve ser feito pelo menos uma vez na vida. Daí, eu me imaginava fazendo uma viagem curta, pelo Brasil mesmo, num final de semana, por exemplo. Mas me vi na obrigação de viajar sozinha para o velho continente. Sim, na obrigação, isso porque vi uma passagem legal, nas datas que eu teria livre e comprei no impulso, sem pensar duas vezes (é… eu sou a louca das passagens aéreas). “Até lá arrumo alguém pra ir comigo” pensei, como se fosse para uma cidade vizinha, mas era pra a Espanha e Portugal! Shhhhhhiiiii

Eu sou apaixonada pela Europa e ainda não havia passado um verão por lá, daí decidi que isso seria feito este ano. Acho que isso talvez explique o porque de eu ter comprado as passagens assim, num “supetão” (hehe acho essa palavra tão engraçada). O verão é altíssima temporada nos lugares que eu queria visitar e eu não quis correr o risco de não encontrar passagens naquele valor mais tarde. Então, somente depois de comprá-las que eu vi que ninguém poderia ir comigo. Whaaaaaaaaaaat?

Então me senti fascinada e assustada ao mesmo tempo. Bateu um receio porque não foi algo exatamente planejado para ser feito só. Mas dois minutos depois, a vontade de me jogar numa aventura apenas na minha companhia me invadiu. “Yesss, eu vou viajar sozinha e vai ser maravilhoso. Vou só precisar falar português e portunhol, vai ser fácil…” pensei.

travel_alone (18)Algarve – Albufeira/Portugal

Parece que férias estão diretamente ligadas a viajar acompanhado: Quando se decide sair para um lugar novo o primeiro passo, antes de reservar, é procurar alguém para nos acompanhar. Estamos tão acostumados a compartilhar, que a idéia de fazer algo sozinho e isolado do mundo por algum tempo parece loucura, nos assusta!

Viajar sem qualquer outra pessoa, no entanto, é possível. Para alguns, na verdade, é a melhor maneira de viajar. Encontrar-se só consigo mesmo, sem poder confiar em ninguém é um meio para provar a si mesmo, se desafiar e enfrentar seus medos. Mas por que tanto medo?? Isso pode ser extremamente fascinante!!!

travel_alone (6)Parque das Nações – Lisboa/Portugal

As vantagens de um período de férias na solidão podem ser múltiplas e são resumidas em um conceito básico: a independência! A liberdade de escolher o destino, o que ver e quando ver, a liberdade de não ter tempos, não ter limites. Muitas vezes, também, a solidão deixa o tempo e o espaço necessário pra refletir, pra meditar, pra se afastar do mundo… Isso ajuda a mudar perspectivas. E a oportunidade de conhecer novas pessoas, para ampliar seus horizontes? Quantas vezes, na companhia de seus amigos, você já parou para conversar com um estranho??

travel_alone (25)O clássico: “Pode tirar uma foto minha?”  –  La Alhambra – Granada/Espanha

Acho que curtir férias sozinho, não só é viável, mas é desejável. Claro que isso requer um pouco de reflexão na maioria dos casos.

A primeira coisa a fazer é se certificar de que você tem tudo sob controle: planejamento, neste caso, torna-se mais importante do que o habitual. Estabelecer um programa de viagem e ter certeza de que todas as reservas estão confirmadas. Isso vai evitar a situação desagradável de chegar num lugar desconhecido e não saber como se locomover ou onde dormir. É legal entregar a um amigo ou membro da família uma cópia do seu planejamento com as referências de onde ficar, tirar foto das confirmações, salvar no e-mail… Esse é o caso que se deve pecar por excesso pra ter aonde recorrer em caso de emergência. E claro, ter em mãos um seguro viagem, assim você vai mais relaxado e quem fica relaxa também.

mapa e moedas

O planejamento também tem outra vantagem: Sem alguém para compartilhar conversas longas, o tempo sozinho poderia passar muito lentamente. Mas preparando uma agenda cheia de lugares para visitar, passeios para fazer ou locais para ver, você se sentirá menos perdido. Você vai ver como o tempo voa!!

Reunir informações sobre os locais que você vai visitar também permite que você se mova com mais agilidade e, ao mesmo tempo saiba com antecedência as áreas a se evitar. Estar sozinho te torna mais vulnerável e é bom manter isso em mente.

travel_alone (1)Quinta da Regaleira – Sintra/Portugal

Na verdade, para ter as melhores férias de sua vida sozinho, você precisa de muito pouco: Um pouco de lógica e bom senso, cautela, mas acima de tudo, o desejo de descobrir o mundo e a si mesmo!

Partiu??

Beijos e boa viagem!

08.08 2016
Vinícola Casas del Bosque, Chile

Continuando com as dicas do Chile, vamos falar sobre um dos programas mais procurados pelos turistas que visitam o país: Vinícolas.

Visitar pelo menos uma vinícola é um passeio obrigatório, afinal, o Chile é um dos maiores produtores de vinho do mundo. Claro, que o passeio se torna mais divertido para as pessoas que apreciam essa bebida. Apesar disso, até aqueles que não bebem não podem perder essa atração.

Durante o planejamento da viagem já deve ser feita uma pesquisa sobre as vinícolas mais próximas de onde você irá se hospedar. A partir de então, você deve selecionar qual ou quais serão visitadas. Essa tarefa não é fácil, afinal são muitas opções para escolher.

Nós visitamos 2 vinícolas, uma delas a mais conhecida por todos que visitam Santiago, Concha y Toro. A outra, que vamos falar hoje, foi uma das melhores surpresas da viagem, Casas del Bosque.

Imagem 149

Fundada em 1993, essa vinícola está localizada no Valle Casablanca, região central do Chile, cerca de 70 km de Santiago. O grande atrativo turístico do vale são as diversas vinícolas que surgiram apenas na década de 1980. Essa região possui condições propícias para o cultivo e produção de vinhos brancos, como o Sauvignon Blanc e Chardonnay. Apesar disso, a região também produz alguns tintos.

Por ser um pouco distante da cidade, nós optamos por alugar um carro para chegar na vinícola e, com certeza, essa foi uma excelente opção.

mapa casa del bosque

A vinícola oferece 5 tipos de passeio: Premium Wine Tour, Aromas Wine Tour, Winery Tour, Mirador Tour e Private Tour. Nós optamos pelo Premium Wine Tour e fizemos a reserva pelo próprio site da vinícola. O passeio durou cerca de 1 hora e a degustação incluía: três vinhos Gran Reserva, um vinho Pequenas Produções e um vinho Private Reserve.

A degustação começa com uma visita aos parreirais e depois por uma rápida explicação do processo produtivo dos vinhos até o seu armazenamento.

Imagem 222

Nós fizemos o tour com um grupo de amigos e a qualidade dos vinhos foi aprovada por todos. Na verdade depois de provar vinhos de diversas outras vinícolas nós elegemos a Casa del Bosque como a melhor. O resultado da degustação foi esse:

Imagem 224

Depois do passeio, aproveitamos para almoçar no restaurante que fica dentro da vinícola, Tanino. Foi outra ótima experiência e nosso amor por essa vinícola foi só aumentando. O restaurante funciona de 12:00 até 16:30, e, exceto durante o verão, fecha nas segundas-feiras. O ambiente do restaurante é incrível e com uma vista linda.

Um ponto importante é que você não deve esperar chegar na hora e conseguir uma mesa, é preciso reservar com antecedência, pois a procura é grande.

Imagem 150

Claro que no final do passeio passamos na loja da vinícola e compramos diversos vinhos para levar para casa. Nossos vinhos favoritos foram: Sauvignon Blanc e Late Harvest. Esse segundo vinho não está incluído na degustação, mas conseguimos uma pequena prova dele na lojinha e amamos.

Imagem 239

Imagem 159

Site da vinícola para maiores informações: http://www.casasdelbosque.cl/

Leia mais sobre o que fazer em Santiago

Leia mais sobre Bate e Volta para o Valle Nevado

Beijos

        

Facebook

Instagram

Booking.com

Cotação

1
3.41

Feriados
no Brasil

DSTQQSS
1

Páscoa

2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21

Tiradentes

22
23

São Jorge

24
25
26
27
28
29
30