Receba nossas atualizações:

13.02 2017
Dicas de ouro para usar o Google Vôos

O Google Vôos é uma ferramenta sólida para reservar viagens. Você provavelmente já está familiarizado com suas funções básicas, como encontrar o melhor preço para vôos e navegação datas flexíveis que podem lhe poupar tempo e dinheiro. No entanto, existem alguns outros recursos menos conhecidos que podem te ajudar a espremer ainda mais do seu orçamento de viagem.

Encontre os meses mais baratos para voar

Digamos que você sabe para onde quer ir, mas não sabe quando. Talvez você queira saborear o Japão, mas não pode se dar ao luxo de gastar mais de R$ 4000 em uma passagem na alta temporada. Você poderia pesquisar os meses mais baratos para voar, em média. Essas estimativas são geralmente muito precisas, mas obviamente, seus resultados reais podem variar quando chega a hora de realmente reservar os seus bilhetes.

Em vez disso, conecte o seu destino no Google Vôos, selecione “Datas Flexíveis” e você poderá navegar pelos preços reais e atuais por mês. O separador “datas flexíveis” mostra uma vista de calendário das tarifas, mas o gráfico de preços dá-lhe uma ideia mais visual e geral dos preços. É também um pouco mais fácil de navegar, porque você pode ver um intervalo mais amplo e mais específico ao mesmo tempo.

1

Voltando ao exemplo do Japão, você pode ver que os preços ficam loucos por volta de abril (quando as cerejeiras florescem) e junho, então se você está tentando economizar algum dinheiro (e evitar um bando de turistas), você vai querer pular esses meses. Em vez disso, você pode considerar reservar sua viagem em março ou maio. Além disso, o clima é muito melhor.

Procure opções de viagem por mês

Por outro lado, talvez você sabe quando você quer viajar, mas você está aberto para destinos. Vamos dizer que você só pode tirar férias em maio, e você só quer fugir por duas semanas, sem quebrar o orçamento.

O Google Vôos tem uma ferramenta que lhe permite encontrar destinos com base no mês e na duração. Navegue até a janela “Descubra Destinos”, em seguida, em vez de selecionar datas exatas, selecione um mês e um período de tempo geral: fim de semana, 1 semana ou 2 semanas.

A ferramenta preencherá uma lista de cidades e preços de destino populares. Você pode até mesmo filtrar por região (América do Norte, Ásia, Oceania, etc) ou interesse (lua de mel, comida, aventura, vida selvagem, etc). Se você quiser fazer umas férias com foco gastronômico na Europa, por exemplo, você terá uma lista de cidades acessíveis onde você pode comer o dia todo.

2

Também é divertido explorar a versão do mapa. Para chegar lá, clique em qualquer destino, selecione “Mostrar voos” e você será levado para a tela geral de resultados de pesquisa do Google Flight. A partir daqui, há um trecho de um mapa que lhe dá a opção de “Explorar Destinos”. Você obtém uma visão de mapa de destinos e preços em todo o mundo. Você pode então ajustar as datas para ver como os preços flutuam, e a ferramenta ainda te dá uma ideia geral dos preços.

3

Se você está se sentindo aventureiro, você pode entrar em sua cidade de origem e datas, em seguida, clicar em “Estou com sorte”, e o Google vai escolher um destino para você, com base em seu histórico de busca e que é popular 😉

Obtenha notificações sobre preços de voo

Independentemente da viagem que você está planejando, é inteligente começar a acompanhar os preços dos vôos o mais cedo possível. Os preços flutuam um pouco, e você quer colher o melhor negócio, né?

De acordo com dados da CheapAir.com, a melhor altura para encontrar bilhetes com preços mais baixos é a aproximadamente 54 dias da data de viagem. Acompanhe o seu voo com bastante antecedência, em seguida, preste muita atenção aos preços flutuantes perto desse prazo. O Google Vôos facilita isso, pois você pode salvar seus itinerários.

Navegue pelos vôos como de costume, escolha um voo de partida e de retorno que pareça bom e selecione “Salvar Este Itinerário”. O Google Vôos manterá um registro de todos os seus roteiros salvos e você poderá ver como o preço muda diariamente. Você também pode obter alertas via Google na hora em que os preços mudam.

Eu também usei esse recurso para economizar algum dinheiro. Quando eu estava planejando minha viagem para a Europa, por exemplo, eu salvei diferentes opções de itinerário que variavam de dia, tempo de voo, ou mesmo aeroporto. Eu verifiquei como os preços flutuavam semanalmente e, em seguida, escolhi a opção mais viável, que era chegar e sair por Lisboa

Explore destinos de férias por região

É divertido explorar destinos por região, também. Por exemplo, se você sabe que deseja viajar para a Ásia, mas não tem certeza de onde, basta digitar “América do Norte” na caixa de pesquisa, selecione um mês para viajar e o Google Vôos listará as cidades de destino nessa região, junto com seus preços.

4

Isso também é útil se você estiver visitando várias cidades e procurando a cidade mais barata para voar. Se você está planejando uma viagem para o Reino Unido, por exemplo, você pode viajar para Glasgow, Cardiff e Londres. É fácil o suficiente viajar entre as cidades, uma vez que você está lá, e você pode economizar um pouco para voar de uma cidade para outra e apenas ajustar o seu itinerário com base em onde você vai iniciar/finalizar.

Procure cidades para escalas

Uma das minhas formas favoritas de usar o Google Vôos é encontrar cidades “escondidas”. Isso é basicamente encontrar um voo com uma longa escala em uma cidade diferente. Desta forma, você começa a desfrutar de uma outra cidade inteira no caminho para o seu destino. É como um bônus de férias!

Para fazer isso, execute uma pesquisa de vôo como de costume. Na guia “Mais”, você verá uma lista de cidades de escala que você pode selecionar ou desmarcar. Se você quiser pesquisar todos eles, selecione “Qualquer conexão”. Em seguida, verifique se você tem “Qualquer duração” selecionado e, em seguida, execute sua pesquisa. Desta forma, as escalas mais longas aparecem nos seus resultados de pesquisa.

5

Uma vez preenchidos os resultados de pesquisa, você pode facilitar a navegação nessas cidades de escala se você classificar por ‘Duração’ e, em seguida, desça até o final da lista para encontrar os vôos mais longos. Os vôos mais longos geralmente igualam às escalas mais longas 😉

6

As escalas não são incrivelmente longas (as mais longas são cerca de 8-9 horas), o que pode ser tempo suficiente para explorar uma cidade a mais. Eu também usei este truque durante minha penúltima viagem à Europa para que eu pudesse passar um dia a mais em Roma no retorno. Se você está procurando uma parada mais longa, pode ter mais sorte usando a opção “Multi-cidade”.

Vale a pena salientar que isso é basicamente o que alguns sites de pesquisa de vôos fazem. No entanto, os vôos que o Google mostra são verdadeiros vôos de conexão (e não apenas voos que estão programados para pousar e decolar após um outro), então se houver um atraso ou o voo for cancelado, provavelmente você terá mais opções. Além disso, o Google torna um pouco mais fácil reservar esses voos fora de sua ferramenta, além de dar a opção de te redirecionar pro site da cia aérea, evitando assim as cobranças de encargos extras que ocorrem em alguns mecanismos de busca.

Use milhas aéreas

Se você é um fã de recompensas de viagem, você vai gostar disso: O Google possui uma ferramenta que facilita a pesquisa com base em milhas aéreas. Sob a guia “Companhia Aérea”, você pode procurar por voos de uma determinada companhia aérea ou aliança. Uma aliança é basicamente um programa de redes de recompensas que inclui um monte de diferentes programas de recompensas de viagem. Desta forma, se for membro da United Alliance na Rede Star Alliance, você pode marcar “Estrela” como a aliança e o Google Vôos mostrará todos os voos relacionados nessa rede para que possa ganhar (ou utilizar) pontos para o voo.

7

O Google Vôos torna incrivelmente fácil explorar e planejar sua viagem. Embora exista uma série de ferramentas úteis e serviços lá fora para ajudar a otimizar sua viagem, ter essas funções todas num só lugar ajuda e muito!

Um novo apelido para o Google poderia ser “Pai dos Viajantes”, não? 😉

Beijos e boa viagem!

26.12 2017
Lago di Como – bate e volta

Em Novembro voltamos da nossa viagem incrível pela Itália e, claro, vamos dar todas as dicas por aqui, então também fiquem atentos aos próximos posts!

Hoje vamos falar sobre um lugar muito especial e que estava na minha lista de top destinos há algum tempo, o Lago de Como. Ele é um lago que fica na Lombardia, entre os Alpes e o vale do rio Pó (perto da divisa com a Suíça), tem uma área de 146 km² e é o terceiro maior lago do país, depois do lago de Garda e do lago Maggiore. O nome original é Lago di Lario, mas hoje é conhecido como Lago de Como, que é a cidade mais populosa da região (cerca de 85 mil habitantes).

italia-1

No verão, o Lago se torna um dos destinos mais procurados da Europa, então se você está pensando em ir nessa época é preciso se planejar, pois os hotéis ficam lotados e os preços aumentam.

Ao decidir que Milão seria a primeira cidade que visitaríamos, logo pensei que seria uma ótima oportunidade de conhecer o Lago de Como, afinal ele fica a cerca de 1 horinha de distância. Por isso, decidimos fazer um passeio de bate e volta e foi uma ótima escolha!

italia-5

Como chegar (saindo de Milão):

1. Trem: Basta ir até a estação Milano Centrale e comprar o bilhete nas máquinas ou no guichê para “Como” (não digitar “Lago” nas máquinas) e depois escolher “Como S. Giovanini”. Ao chegar a estação de trem de Como basta seguir a pé até a Piazza Cavour e lá você já avistará a bilheteria para comprar a passagem para o barco que faz o transporte pelo lago.

Dica: Comprar o bilhete de trem de volta para Milão assim que chegar a estação de Como.

2. Carro: Pegar a estrada A9 Milano-Como-Chiasso que, depois de cerca de meia hora (50 Km) você estará em Como, então basta procurar um estacionamento ou uma vaga nas áreas onde é permitido parar o carro (há uma linha azul pintada no chão, se a linha for amarela não estacione, essas vagas são destinadas aos moradores de Como) e comprar o bilhete da zona azul na máquina.

mapa-lake-como

Trajeto: Como para Bellagio (barco)

Quando ir?

A melhor época do ano, sem dúvidas, é nos meses mais quentes (de abril até o final de outubro). Nesses meses é muito comum encontrar pessoas praticando esportes aquáticos (kitesurf, windsurf,…) e aproveitando as piscinas dos hotéis.

Nós fomos no início de Novembro e já estava friozinho, mas isso não nos impediu de aproveitar muito! Nesse período o Lago não estava cheio de turistas, então passeamos tranquilamente, não encontramos os restaurantes lotados e não tivemos problemas para comprar os bilhetes para o barco nos melhores horários.

italia-9

O que visitar?

O passeio de barco em si já é lindo e vale a visita, mas claro que nós não ficaríamos satisfeitos se não conhecêssemos pelo menos uma das cidades. No caso de um passeio de bate e volta como o nosso, o ideal é selecionar duas  cidades para visitar, mas o lago oferece diversas cidadezinhas lindas para serem exploradas. Nessas cidades encontramos muitos palácios, igrejinhas, restaurantes e lojinhas, além da beleza de ficarem situadas na beira do lago. Um final de tarde sentado na beira do lago vendo o pôr do sol é um passeio imperdível!!

italia-7

A primeira cidade a ser visitada é Como, que é por onde os visitantes chegam para pegar o barco e dar início ao passeio. Além da cidade ser linda também é um importante centro industrial ao lado de Milão, sendo conhecida principalmente por sua antiga manufatura de seda.

Além de Como, a cidade mais visitada é Bellagio, que foi a nossa escolha para conhecer (não tivemos tempo para conhecer outras cidades). O trajeto de barco até lá durou quase 2 horas, pois o barco foi parando nas outras cidades pelo caminho. Essa cidade é famosa por seu charme, sua localização no  Lago e sua forma de “Y” invertido.

Ao chegar na cidade, na beira do porto, o visitante já encontra vários restaurantes e uma orla linda para passear, mas o melhor é começar a explorar a cidade visitando o centrinho medieval, subir as escadarias e as ruelas para realmente conhecer a beleza da cidade.

italia-2

Nós compramos o bilhete de barco especificamente para Bellagio, mas quem optar por visitar mais de uma cidade basta se informar sobre o bilhete de livre circulação que vale pelo dia todo.  Na volta nós decidimos pegar por um barco que nos levou direto para a cidade de Como, sem nenhuma parada no percurso, e a viagem durou cerca de 1 hora (excelente opção para economizar tempo).

italia-8

Espero que tenham gostado das dicas desse lugar incrível.

Beijos

        

Facebook

Instagram

Booking.com

Cotação

1
3.14

Feriados
no Brasil

DSTQQSS
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31